sua web rádio 

Filipenses 4:13

Posso todas as coisas naquele que me fortalece

O MENSAGEIRO

10 JUL 2016
10 de Julho de 2016

Acesse e adquira o seu através do link:


Nunca desista dos seus sonhos, mas não esqueça: alguns sonhos transformam-se em pesadelos. Tudo tem seu preço.

Esta narrativa expõe através de uma linguagem simples e objetiva, o modo que nossos adversários espirituais influenciam em nossas vidas. Eles são inteligentes, astutos e jogam como podem. O ponto fraco do ser humano são as emoções. A pessoa que se permite a emoção negativa tornar-se escravo de delinquentes espirituais. Eles existem para desafiar você. Nós somos o alvo!

Leia "O Mensageiro" - Roberto Mello.

 

PRÓLOGO - SINOPSE

 Dividi minha vida durante nove meses com a decisão de separar ou não. A vida não tinha mais graça, meu trabalho era indiferente e questionava: por que viver assim de um jeito tão ruim? O que Deus quer? Onde errei ou erramos?

Em verdade, quando uma relação chega a esse ponto é porque vem se desgastando a longo tempo. Eu entendia essa linha de raciocínio, porém, listava os prós e contras acerca de qual decisão tomar. Sabia que era uma decisão difícil porque poderia magoar a mim e aos meus filhos. Por outro lado, não estava mais feliz ao lado dela, apenas tolerava.

Os finais de semanas e feriados eram terríveis, a exceção, desfrutar da companhia dos filhos. Isso não é viver, e, sim, sofrer cada fração de um centésimo de segundo. Várias noites sem dormir e a inquietação acabando comigo. Andava quilômetros de madrugada dentro da minha própria casa. Toda vez que parava junto à porta do quarto de meus filhos, observando eles deitados e dormindo, sentia a dor de uma flecha rasgando meu peito e dilacerando meu coração.

Aquela situação estava péssima, era necessário acontecer algo e bem rápido. Implorava a Deus uma inspiração, uma resposta, algum sinal, alguma coisa que me fizesse ver o que não estava percebendo ou, na realidade, não estivesse aceitando. Passei a não pensar mais em nada, a não ser em qual decisão tomar.

A madrugada avançava sorrateiramente, a lua mais brilhante e as estrelas decoravam aquele céu maravilhoso e nada de concreto em minha mente ilustrava um caminho em busca de solução.

Não estava mais convivendo com uma dualidade, elas triplicaram em meu interior. Como fantasmas, atravessaram meu corpo e instalaram-se em todo meu ser. As doces lembranças de momentos passados aterrorizavam meu presente, vivendo sobre o mesmo teto e totalmente ausente. Uma ausência que machucava e triturava minha alma. Começava a interrogar-me quanto a minha dignidade. Qual puro sentimento arrebata com nobreza a dor de um sonhador? Sim, estava vivendo no pesadelo de um sonhador sem ao menos desejar ser um trovador. 

O Mensageiro - Roberto Mello. 

 

Voltar

© 2017 Fernando Lopes registro SRTE 19588/RJ. Todos os direitos reservados.