sua web rádio 

Filipenses 4:13

Posso todas as coisas naquele que me fortalece

Por que as pessoas no Velho Testamento tinham idades tão altas?

09 FEV 2018
09 de Fevereiro de 2018

Você Pergunta: estou estudando Gênesis e notei que as genealogias mostradas ali mostram homens com idades muito altas, inimagináveis para nós hoje em dia, como pessoas vivendo quase mil anos! Por que existiam essas altas idades e hoje em dia elas não existem mais? Seria porventura passagens figurativas? Esses anos são realmente anos de 365 dias?

Caro leitor, realmente essa questão das altas idades deixa muitas pessoas perplexas, pois as narrativas realmente mostram pessoas vivendo uma quantidade de anos incrível. Nesse estudo vamos meditar algumas coisas sobre isso.

Por que as pessoas no velho Testamento tinham idades tão altas?

(1) A primeira coisa a se dizer é que a Bíblia não explica explicitamente porque as pessoas viveram tantos anos no começo da história do mundo. Por exemplo, um dos homens que mais viveu foi Metusalém, com incríveis 969 anos: “Todos os dias de Metusalém foram novecentos e sessenta e nove anos; e morreu” (Gênesis 5:27). Mas será que mesmo não havendo uma explicação explicita conseguimos ter uma ideia do motivo das altas idades no Antigo Testamento? A resposta é sim!

(2) O primeiro motivo e mais óbvio das altas idades no Antigo Testamento, nos tempos iniciais da civilização, era a ordem de povoar a terra dada por Deus em (Gênesis 1:28). Parece-me bastante claro essa intenção de Deus dando às pessoas uma vida bem extensa. Isso daria às pessoas a possibilidade de uma multiplicação de pessoas muito mais rápida. Mas esse não é o único motivo em minha opinião. Eu enxergo um motivo ainda mais incrível nessas altas idades.

Idades altas: Passagem oral da história

(3) Pense comigo: como a história de todos esses acontecimentos, da criação, por exemplo, iria se manter intacto até que chegasse a Moisés, que foi quem os registrou? Lembrando que ainda não existia escrita nos primeiros capítulos de Gênesis, então, as informações eram transmitidas de forma oral. As altas idades propiciaram que, por exemplo, Adão, vivesse até na época próxima ao nascimento de Noé (Gênesis 5:1-32). Com isso, Adão consegue manter a narrativa que foi passando aos seus descendentes de forma intacta, cortando quaisquer mentiras ou acréscimos adicionados, pois ele viveu a história e estava ali para testificar. Da mesma forma isso acontece com Noé, que recebe todas essas informações e depois vive até próximo ao nascimento de Abraão (Gênesis 11:1-26). E assim por diante.

Mas porque os homens, algum tempo depois, passam a viver menos anos?

(5) Podemos inferir que a partir do momento em que os propósitos de Deus de dar altas idades aos homens foi atingido, ele passa então a diminuir o tempo de vida das pessoas. Essa é uma possibilidade. Temos essa constatação da diminuição das idades descrita no livro de Salmos: “Os dias da nossa vida sobem a setenta anos ou, em havendo vigor, a oitenta; neste caso, o melhor deles é canseira e enfado, porque tudo passa rapidamente, e nós voamos” (Salmos 90:10). O salmista mostra aqui que as altas idades do início de Gênesis já não são uma realidade na época dele. Já temos aqui algo muito parecido com o tempo de vida que temos hoje em dia.

(6) Por fim, alguns defendem que os anos contados no início de Gênesis não eram anos contados como atualmente, ou seja, anos de 365 dias, então, as idades ali não estariam tão corretas. Mas isso é pouco provável. Apesar de existir algumas diferenças entre os calendários que usamos hoje e a contagem de tempo daquela época, essa diferença não é tão significativa ao ponto de dizermos que a contagem feita naquela época poderia mudar drasticamente as altas idades daquelas pessoas. O texto bíblico, além do relato genealógico, quis mostrar realmente que eles viveram muitos anos quando adiciona as idades.

Voltar

© 2017 Fernando Lopes registro SRTE 19588/RJ. Todos os direitos reservados.