sua web rádio 

Filipenses 4:13

Posso todas as coisas naquele que me fortalece

8 obstáculos que teremos de vencer para ter um ano novo abençoado

29 DEZ 2017
29 de Dezembro de 2017

Quem não deseja ter um ano abençoado? Todos nós queremos sempre colher o melhor desta vida. A vida já é uma bênção de Deus a todos nós, porém, não podemos negar que a vida fica muito mais divertida e gostosa quando Deus nos brinda com Suas bênçãos. Mas uma grande verdade a respeito da vida dos servos de Deus é que ela terá obstáculos que se levantarão com o objetivo de não nos permitir viver as bênçãos de Deus de forma plena. E são justamente esses obstáculos que deveremos vencer para ter um ano abençoado. Jesus foi claro quando disse: Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” (João 16. 33). Jesus passou pelos obstáculos e os venceu e, por isso, é nosso modelo de luta e vitória. Vejamos os oito obstáculos que deveremos vencer:

1) Falta de fé

A fé é o combustível básico que fará a vida do servo de Deus ser vitoriosa. Alguém sem fé não consegue andar nos caminhos de Deus, pois a exigência básica que a Bíblia nos faz é cremos no Todo Poderoso: “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus…” (Hebreus 11. 6). Sem fé não conseguimos avançar, não conseguimos lutar a carreira que nos está proposta. Sem fé nós ruímos. Quem quer viver um ano abençoado precisa cultivar a fé.

 2) Falta de vida com Deus

Relacionamento com Deus hoje em dia é algo que não está muito presente na vida das pessoas. Muitos não têm tempo para se relacionar com Deus, para orar, ler a Bíblia Sagrada, servir a Deus na obra. Sem esse relacionamento a vida com Deus fica em ruínas, logo, a vida da pessoa ficará vazia. Tiago disse bem a respeito disso: “Tornai-vos, pois,praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.” (Tiago 1.22). Quando não temos vida com Deus somos cristãos apenas de nome, ou seja, convencidos e não convertidos de fato e de verdade. Se esse inimigo nos vence em pouco tempo estaremos totalmente longe de Deus em uma vida desgraçada.

3) Medo

O medo tem a sua função de proteção da nossa vida em vários aspectos, porém, quando o medo fica descontrolado nos transforma em covardes, que preferem não arriscar por causa do medo. “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.” (2 Timóteo 1. 7). A covardia é um grande inimigo que faz muitos ficarem pregados nos bancos das igrejas por falta de coragem de romper as dificuldades e confiar na atuação de Deus em suas vidas. Quem tem um medo descontrolado precisa avaliar se realmente tem uma fé firmada em Deus.

5) Falta de compromisso acomodado é aquele que não abre mão de seu conforto. Não quer sair da rotina, não deseja de modo algum mudar qualquer aspecto por menor que seja de sua vida. A acomodação enraíza tanto na vida das pessoas que as transformam em preguiçosas. O texto de provérbios nos ensina sobre isso: “O preguiçoso morre desejando, porque as suas mãos recusam trabalhar.” (Provérbios 21. 25). Muitos projetos estão parados nas vidas das pessoas porque apenas desejam. Desejar não é o suficiente. É preciso colocar as mãos na massa e vencer esse grande obstáculo chamado preguiça.

O comprometimento é o que mantém a nossa motivação no caminho certo. Se Jesus não estivesse comprometido com Deus e com a obra do Pai, não teria resistido as fortes tentações do diabo no deserto e a todo o sofrimento que enfrentaria na cruz. Talvez teria descido da cruz como alguns sugeriram naquele momento. Sabendo do poder do compromisso, Jesus disse aos Seus discípulos: “E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo.” (Lucas 14. 27). Se não formos pessoas comprometidas com Deus de fato e de verdade não seremos discípulos Dele. O inimigo da falta de compromisso é o que tem feito pessoas se prostituirem com “outros deuses” em nossa sociedade, distanciando-se do verdadeiro Senhor e trazendo sobre si grandes males.

6) Falta de amor

Jesus disse em certa ocasião que o amor se esfriaria de quase todos (Mateus 24.12).  Jesus estava certo. Hoje em dia até mesmos muitos que se declaram cristãos têm sido pessoas frias e sem amor. Amor por Deus, amor por si mesmo, amor pelo próximo. Sem amor estamos fadados a não colher uma vida de bênção. O apóstolo João disse bem a respeito da importância do amor: “Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor.” (1 João 4. 7-8). Quando a falta de amor atinge a nossa vida só nos resta vivermos uma vida amaldiçoada, pois estamos distantes de Deus, a fonte de todo o amor.

7) Egoísmo

O egoísmo é um grande obstáculo na vida de qualquer pessoa. O egoísmo cega e faz a pessoa enxergar apenas o seu mundinho particular, fazendo-a esquecer-se de que o mundo é muito mais do que ela. Quem deixa o egoísmo vencer não é capaz de fazer a obra de Deus, de contribuir com ela, de se doar, de ser uma bênção e, consequentemente, de colher as verdadeiras bênçãos de Deus. Jesus deu o grande exemplo da vitória sobre o egoísmo quando lavou os pés dos discípulos e ensinou: “Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros.” (João 13. 14). O egoísmo não cabe em uma vida abençoada.

8) Falta de preparo

Deus faz grandes milagres, é verdade. Mas algumas pessoas desejam milagres onde Deus não fará milagres. Existe uma parte na obra de Deus e em qualquer outra obra que cabe a nós. É a nossa parte. Deus não a fará por nós. Aqui muitos são vencidos, pois não se dispõe a se preparar para ser uma bênção. O apóstolo Pedro ressaltou a importância de nos prepararmos: “antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós” (1 Pedro 3. 15). Um novo ano traz muitos desafios. Precisamos organizar a nossa vida e nos preparar para fazermos a obra de Deus da melhor forma possível e não relaxadamente. Quando Jesus Cristo ressuscitou Lázaro, os homens que ali estavam participaram deste grande milagre. Eles tiveram que mover a pesada pedra do túmulo para abri-lo. Essa foi a parte deles e Jesus não a fez por eles. Precisamos nos preparar cada vez mais para sermos grandes homens e mulheres de Deus e sermos, assim, muito abençoados.

Voltar

© 2017 Fernando Lopes registro SRTE 19588/RJ. Todos os direitos reservados.