sua web rádio 

Filipenses 4:13

Posso todas as coisas naquele que me fortalece

Predestinação, o que a Bíblia ensina sobre isso?

20 DEZ 2017
20 de Dezembro de 2017

Predestinação é um assunto que sempre traz muitos debates dentro das diversas denominações cristãs. Alguns acham que ela não existe, pois seria injusta, enquanto outros veem claramente a menção dela na Bíblia, porém, com opiniões bem diferentes a respeito da forma como Deus predestina pessoas. Nesse estudo pretendo explicar (de forma simplificada) o significado dela e o que pensam os dois principais grupos (arminianos e calvinistas) a respeito da predestinação.

De uma forma simplificada, predestinação tem dois significados na Bíblia:

O que significa predestinação?

a) A preordenação de Deus dos acontecimentos, de forma que as coisas que acontecem não podem ir contra os decretos divinos e nem frustrar os planos de Deus: “porque verdadeiramente se ajuntaram nesta cidade contra o teu santo Servo Jesus, ao qual ungiste, Herodes e Pôncio Pilatos, com gentios e gente de Israel, para fazerem tudo o que a tua mão e o teu propósito predeterminaram” (Atos 4:27-28). Isso significa que os homens têm suas responsabilidades, mas as ações humanas não podem frustrar os planos de Deus para cada vida e para o mundo.

b) O ato de escolha de Deus dos indivíduos que são salvos. Ou seja, quando Deus escolhe certos indivíduos para receber a Sua salvação gratuita. A predestinação está amplamente ligada a uma outra palavra, a eleição. Eleição é o ato de Deus eleger pessoas e salvá-las da condenação do pecado através de Sua graça. Essas pessoas passam a realizar uma missão especial no mundo, que é a missão de proclamação do evangelho de Deus: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:8-10).

Saindo agora dos conceitos, vejamos alguns textos bíblicos que falam a respeito da predestinação:

“Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.” (Romanos 8:29-30)

“Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade” (2Tessalonicenses 2:13)“assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinoupara ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade…” (Efésios 1:4-5)

Esses são apenas alguns dos diversos textos bíblicos que falam a respeito da predestinação, da escolha de Deus para a salvação. Isso nos leva de antemão a concluir que a Bíblia fala sim de uma predestinação realizada pelo Deus Todo Poderoso. Não há como negá-la quando avaliamos as escrituras. Mas o grande debate está na forma como Deus faz essa escolha com relação a salvação de alguns indivíduos e a condenação de outros. Dentro desse assunto temos duas correntes principais de pensamento:

a) Deus escolheu aqueles que Ele já sabia que iriam crer. Esse grupo argumenta que Deus olhou o futuro e viu claramente quais homens responderiam à fé salvadora, quais pessoas aceitariam o evangelho em suas vidas e, então, predestinou esses à salvação de acordo com a sua presciência dos fatos. Assim, Deus predestina essas pessoas com base na escolha positiva que Ele sabia que elas iriam fazer. Dentro desse pensamento se aceita que o homem pode resistir ao chamado de Deus, ou seja, podem dizer não ao chamado que Deus realiza, pois podem exercer a sua livre vontade. Essas pessoas que dizem não a Deus seriam aquelas que não foram predestinadas, aquelas que Deus viu antes da fundação do mundo que não iriam crer Nele.

b) Deus escolheu aqueles que Ele mesmo selecionou baseado na vontade Dele, independente dos méritos da pessoa. Esse grupo argumenta que a Bíblia indica que Deus não olhou o futuro e nem uma aceitação das pessoas à fé, antes, Ele escolheu antes da fundação do mundo aqueles que seriam salvos e os conduz até a salvação por Seu livre desejo. Por meio da fé e da graça salvadora, que é irresistível, ou seja, uma vez que Deus toca no coração dessa pessoa, ela sempre irá responder positivamente à fé, pois é uma eleita de Deus. Dentro desse pensamento não se aceita a ideia de que o homem possa dizer não ao chamado de salvação de Deus, pois, essa pessoa já foi escolhida, logo, Deus executa a Sua vontade (através do meio que ordenou para isso, a pregação do evangelho) e a pessoa sempre irá responder positivamente a esse chamado por conta da ação do Espírito Santo no coração dela.

Observação:

Esse estudo não ter por objetivo defender qualquer uma das posições sobre a predestinação, mas apenas ser um informativo a respeito do que ela significa e como pensam (de forma simplificada) as principais correntes a respeito do assunto. Defesas a respeito de qual a forma que acho ser mais coerente biblicamente serão feitas em estudos posteriores.

Voltar

© 2017 Fernando Lopes registro SRTE 19588/RJ. Todos os direitos reservados.