sua web rádio 

Filipenses 4:13

Posso todas as coisas naquele que me fortalece

Por que Paulo ordenou que as mulheres ficassem caladas na igreja?

14 NOV 2017
14 de Novembro de 2017

Você Pergunta: Na carta aos Coríntios, Paulo ordenou que as mulheres ficassem caladas na igreja, e hoje existem muitas mulheres pregando o Evangelho. Queria entender o motivo pra ele dizer que as mulheres deviam ficar caladas. Não foi um pouco de machismo isso? E hoje em dia, as mulheres não podem falar na igreja? As que falam estão pecando?

Cara leitora, um dos textos que realmente causa muita polêmica na Bíblia Sagrada é o texto de 1 Coríntios 14. 34, que diz: “conservem-se as mulheres caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar; mas estejam submissas como também a lei o determina.”. Muitos aproveitadores utilizam este texto, interpretado de forma isolada, para atacar a Bíblia Sagrada como preconceituosa e também muitas mulheres se sentem menosprezadas por não terem o entendimento correto do real significado do que Paulo quis transmitir aqui.

No contexto em que está inserido esse verso, Paulo trata de um culto confuso que está sendo prestado a Deus na igreja de Corinto por causa de um exercício incorreto dos dons (1 Co 14. 26-32). São vários os problemas ali e Paulo trata os principais, dando ordens para que houvesse ordem e decência no culto para que todos fossem edificados (1 Co 14.40). E é nesse contexto que Paulo parece trabalhar um problema existente ali na igreja de Corinto que envolve algumas mulheres.

Paulo não deixa claro, por exemplo, sobre as que são solteiras e que não têm marido para consultar em casa, ou seja, não parecem estar incluídas nesse sermão de Paulo. Por isso, é bem mais provável que essa palavra seja para algum grupo específico de mulheres que estava causando desordem naquela igreja, e não uma ordem de Paulo que proíbe todas as mulheres em todas as épocas de falar qualquer coisa na igreja.Possivelmente se tratava de alguma intrusão não autorizada de algum grupo de mulheres nos cultos da igreja e que causava problemas no culto. Observe que no verso 35 Paulo estabelece que as mulheres consultem, em casa, seu marido: “Se, porém, querem aprender alguma coisa, interroguem, em casa, a seu próprio marido; porque para a mulher é vergonhoso falar na igreja.” (1Co 14. 35).

Colabora com esse pensamento o fato de Paulo ter falado em 1 Coríntios 11. 5  que “Toda mulher, porém, que ora ou profetiza com a cabeça sem véu desonra a sua própria cabeça, porque é como se a tivesse rapada.”. Observe que nesse texto não existe a proibição da mulher falar. Inclusive relata mulheres que oravam e profetizavam em público. Ao que parece essas práticas de oração e pregação da palavra eram feitas nos cultos ou em reuniões da igreja, o que incluía a participação das mulheres de alguma forma. Esse fato fortalece ainda mais a ideia de Paulo estar tratando um problema pontual da igreja de Corinto.

Assim, não há motivo para que as mulheres fiquem ofendidas com tal palavra do apóstolo. As mulheres podem sim ser muito usadas por Deus em diversos ministérios da igreja, inclusive falar na igreja, sem problema algum, claro, da mesma forma que para os homens, que sejam palavras embasadas na Escrituras Sagradas com ordem e decência.

O princípio que Paulo trata da ordem e decência, da edificação mútua e da fidelidade às Escrituras são diretrizes para todos os cristãos em todos os tempos. Mulheres e homens que falam o que não devem na igreja, que não têm zelo pelas Escrituras Sagradas, que causam confusão e não edificação no culto, devem ficar calados.

Voltar

© 2017 Fernando Lopes registro SRTE 19588/RJ. Todos os direitos reservados.